terça-feira, 17 de novembro de 2015

Oi, eu sou o estado! E a posição libertária no caso da barragem da Samarco

Oi, eu sou o estado, corrupto e ineficiente... E preciso ficar maior e controlar mais, porque você não sabe o que é melhor para você e você é muito ganancioso, eu sei o que é melhor para você e eu sou a expressão pura da moral! Vou controlar sua ganância pelo bem comum.. Agora dá uma licencinha que eu preciso receber aqui uma propina desse meu amigo grandão e depois extorquir um pequeno empreendedor ganancioso.

Ah e não esquece de pagar o aluguelzinho da sua casa "própria".



Para a galera que acha que libertários vão defender a Samarco.
Esse texto do IMB reflete bem a minha posição nesse caso. Enquanto o seu querido estado está fazendo de tudo para proteger a empresa, eu quero o couro de todos os envolvidos.

"Quem destrói propriedade privada deve reparar, ressarcir, indenizar e recuperar, nem que para isso tenham de penhorar todos os ativos de cada acionista da empresa."
 
Quanto às mortes.. Homicídio. Os responsáveis devem ser punidos de acordo.

"Apesar de os manuais de Direito no Brasil doutrinarem que se trata de um instituto de cunho legal e positivista, a ideia de reparação civil está enraizada em todos os sistemas conhecidos que alcançaram o status de civilização. Tanto no Ocidente quanto no Oriente."


Meu amigo Nelson Rosemann respondendo a alguns comentários:
"O amigo acredita que a responsabilidade do desastre ambiental da Samarco é culpa exclusiva da empresa? Dos Capitalistas malvados? Não está, por acaso, esquecendo do dever de fiscalizar dos agentes públicos?
Pior que um empresário inescrupuloso é um agente público corrupto e um governo negligente."

Disse bem, a culpa não é do capitalismo, a culpa é da empresa, tendo como cúmplice agentes do estado. Adicionalmente, o estado, na situação que existe hoje, tem o dever de fiscalizar, não precisamos de mais leis, como alguns estão dizendo, a lei que existe é mais que suficiente. Agora, quem vai punir a empresa, se o estado é cúmplice? De uma olhada no artigo do IMB acima que tem um panorama interessante sobre isso, ao final do texto.
Alguém disse antes que não se pode comprar favores de quem não tenha favores para vender.
Lembro do promotor que apontou todas as falhas que vieram a se manifestar no desastre quando ainda da construção da barragem. Porque esse relatório não foi levado a sério? Porque não se impediu que o desastre começasse?
Vamos pensar a respeito ao invés de ficar apenas procurando um salvador no estado!

Acesse o marcador Liberdade e Libertarianismo para ler mais.




 



criar e comprar produtos personalizados at Zazzle

Nenhum comentário :