Páginas

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Sobre telefone fixo, Jurassic Park, iPhone e a cara da nossa época

telefone
Vi essa tirinha outro dia e comecei a pensar sobre o telefone fixo. Não faz muito tempo que instalei telefone fixo aqui em casa só para fechar o Net Combo mais barato, e fiquei mais ou menos um ano sem contar para ninguém que tinha telefone, sem utiliza-lo também. Apesar da minha operadora de telefonia móvel não ser das melhores do mundo (na verdade se eu criasse uma agora sem experiência alguma ainda seria melhor) o telefone fixo não tem muita utilidade hoje em dia. Ele fica ali, preso, só serve para fazer ligações e recebe-las, não parece algo do nosso tempo, é um serviço muito limitado. A nossa época é a época da integração.
É um processo que começou a muito tempo e se desenrolou principalmente nos anos 90, mas poderíamos dizer, por ser o cume do processo, que os produtos da geração iPhone mudaram as regras do jogo. Na verdade, o próprio iPhone (ou Steve Jobs por traz dele) mudou as regras do jogo, pois foi o produto que abriu nossos olhos para a potência da integração de dispositivos. Paramos de andar com mochilas cheias de gadgets por aí e passamos a levar tudo o que precisamos no bolso do casaco. Essa é a cara da nossa geração, e é por isso que toda vez que o telefone fixo toca, eu sinto como se estivesse ouvindo o rugido de um dinossauro, como na cena em que o T-Rex aparece pela primeira vez em Jurassic Park.

P.S.: Desculpas ao pessoal mais frequente pelos dias sem postar, essa foi uma semana bem corrida, pois estou terminando minha dissertação de mestrado, que devo qualificar até o fim do mês, na verdade o prazo é até o dia 15 de dezembro, mas é bom se antecipar um pouco, né!?

P.S.: Eu não sei quem é o autor da tirinha e não lembro de onde tirei, se você sabe, por favor, informe nos comentários para que eu possa dar os créditos ao autor. Valeu.

Nenhum comentário :