quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Chavez contra Anne Frank

Venezuela proíbe espetáculo de dança sobre o Diário de Anne Frank e sugere peça sobre "o sofrimento palestino".
Depois eu digo que socialismo, comunismo e nazismo são a mesma porcaria e sou chamado de reacionário.
Sou reacionário mesmo, no sentido do Nelson Rodrigues " minha reação é contra tudo que não presta".
Para quem não sabe, eu explico o caso.
O ditador da Venezuela, Hugo Chávez (que eu já disse várias vezes que não presta), proibiu um espetáculo baseado na vida de Anne Frank, que é parcialmente contada em seu diário (um livro gigante que eu só tive tempo para ler na 8ªsérie) encontrado logo depois da segunda grande guerra, e sugeriu que o tema fosse trocado para "o sofrimento palestino", o que me parece uma tentativa de colocar Israel como vilão e sumir com o holocausto da história, se ninguém ouve falar as pessoas esquecem, e assim é mais fácil transformar EstadIsrael em um grande vilão, por ser aliado dos os Unidos da América (estou especulando aqui). Não estou dizendo que eu seja contra os palestinos, de forma alguma, mas aquilo é guerra por território, não há vilões ou mocinhos.
Os criadores do espetáculo são os coreógrafos Offer Zaks, israelense, e María Barrios, sua esposa venezuelana, fundadores de uma das principais compnhias de teatro de Caracas. Eles recusaram-se a seguir a ordem tirana e tiveram sua companhia fechada.
Os autores fugiram para Israel e lançaram o espetáculo, com estréira 12 de junho. Mais informações aqui.
Pois é, estou atrasado, mas o MEiO TuDO não é um site de notícias, então tudo bem. LOL.

Nenhum comentário :