quinta-feira, 19 de julho de 2012

Padrão brasileiro de plugs e tomadas. Essa idéia ridícula

Toda vez que eu preciso fazer uma instalação que envolve o padrão brasileiro de plugs e tomadas a coisa acaba no martelo, e nunca fica perfeito. Se você acha que minha revolta com esse padrão não se justifica, devo alertar que não é a primeira vez que o tal padrão me faz passar maus bocados, e por esse acumulo de problemas cada problema é muito mais significativo do que o anterior.
A mais recente aventura foi a máquina de lavar louças.
Descobrimos pelo manual, antes de comprar, que o plug era padrão brasileiro, e já compramos uma tomada nova, para não usar adaptador.
Então lá fui eu instalar a tal tomada. Não cabe. A parte de trás da tomada tem quase dois centímetros cúbicos de plástico inútil, e por isso não cabe no buraco onde ficava a tomada antiga. Além disso os parafusos ficam desalinhados com os encaixes da tomada antiga. Então lá fui eu quebrar minha parede e entortar os encaixes até caber a droga da tomada.
Como se não fosse suficiente, os encaixes para os fios são péssimos, eu apertava e apertava os malditos parafusos e não seguravam, quase tive de colocar uma solda para prender. Que alias tem duas entradas, não sei para que se só tenho um fio, a entrada centralizada antiga era muito mais eficiente, usava menos plástico e metal e não te confundia, além, é claro, do fato de que segurava o fio.
Então, eu instalei a tal tomada, que além de tudo é convexa, só para nos fazer perder mais espaço ainda.
Achando que acabou coloquei a máquina de lavar sobre a pia pluguei na tomada. Qual não foi minha surpresa ao descobrir que simplesmente não entrava. Pois é, os pinos eram mais grossos do que os buracos da tomada, ou melhor, os buracos da tomada eram mais finos, pois nos adaptadores que tenho em casa os pinos do plug entram sem problema.
Liguei para a loja em que comprei a tomada, pois ligar para tele-atendimento de fabricante no Brasil é perda de tempo e dinheiro, e comparei os dados para ver se tinha comprado a tomada errada, pois já sabia que tinham feito mudanças no padrão de 20A (maior consumo) e 10A (menor consumo). Não tinha, eu comprei a tomada correta. Fizemos mais algumas comparações para ver se a minha veio com defeito, não veio. O fabricante faz tomadas daquele jeito mesmo, no padrão de 10A, mas escrito 20A.
Então, quer dizer que eu tenho de trocar as minhas tomadas e continuar usando adaptadores? Porque inventam esse padrão se não sabem fazer!? Alguns fabricantes devem fazer corretamente, mas ao menos quatro marcas que comparei não o fazem.
Mas eu estava decidido a não usar adaptador, e não ia sair por aí procurando tomada, até porque minha instalação já é preparada para o aparelho e não é a tomada que vai fazer tudo explodir (influência, mas não é o fim do mundo), então tirei a parte da frente da tomada para usar adaptá-la, com a furadeira mesmo, e aí a tomada desmontou. Aquela parte que vai o plug do meio, que não serve para nada, caiu, sem mais nem menos, e depois caíram as outras duas. Tive de montar a tomada para poder instalar, e ainda assim está feio. Felizmente fica atrás da máquina, quando achar uma tomada de 20A, que seja de 20A de verdade eu compro e troco.
Outro dia conto mais desventuras com o padrão maldito, como a vez em que fiquei sem bateria no celular e no notebook em Florianópolis, durante o VII Simpósio Internacional Principia.

Nenhum comentário :