segunda-feira, 7 de maio de 2012

Culinária Experimental: Uma salada fácil, rápida e bonita


Neste post falarei de algo simples, uma salada. Para que a salada seja fácil e rápida, use aqueles pacotes de salada que já vem limpa e embalada, do tipo "abra e coma". O tamanho do pacote vai depender de quantas pessoas irão comer, se for só para você, ainda depende do quanto você consegue comer, pois não dá vontade de parar.
Abaixo eu descrevo o jeito que inventamos aqui em casa, mas fique livre para inventar também, afinal, isso é culinária experimental.


1/2 pacote de alface crespa
1/2 pacote de rúcula
6 tiras de kani-kama
Shoyu à gosto

Rasge as folhas de alface e de rúcula, corte as tiras de kani em três pedaços iguais e misture tudo, tempere com shoyu, não muito..
Como o kani-kama é mais pesado que as folhas ele tende a ir para o fundo, então é uma boa ideia colocar alguns no fundo do recipiente, rasgar um pouco das folhas por cima desses pedaços, colocar mais um pouco de kani, rasgar o resto das folhas por cima e espalhar os pedaços que sobraram por cima. Tente não deixar muito simétrico, pois isso confere um ar artificial indesejável.
Para ficar mais bonito é bom usar um recipiente de vidro maior do que o que se usaria para a quantidade de salada que se está fazendo, caso contrário parecerá que a salada está se espremendo para fora da tigela. Usando um recipiente maior se consegue que as folhas fiquem afastadas e isso deixa a salada com um visual melhor, mais agradável, além de facilitar a retirada da tigela. É horrível quando pretendemos pegar uma folhinha de alface e toda a salada vem junto. Você fica sem saber se põe de volta, se puxa tudo para o prato ou se sai correndo. E as vezes ainda cai tudo sobre a mesa, aí é o fim mesmo.

Nenhum comentário :