Páginas

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Desmentindo as calúnias ao panga, ou peixe-gato

Panga, um peixe vietnamita, é um ótimo peixe, mas alguns distribuidores o cortam mal, sem retirar uma glândula que dá gosto ruim a carne, um gosto de barro de fundo de rio, essa é a principal reclamação dos brasileiros.
Fora isso o panga, que também é chamado peixe gato, foi muito difamado quando entrou no mercado português, devido ao fato de que alguns pescadores galegos sentiram seu mercado ameaçado, diziam que era originário do rio mais poluído do mundo, que continha metais pesados, que os trabalhadores que o produzem eram escravos, que era um peixe transgênico, que era alimentado com outros peixes, entre outras muitas acusações. Todas se mostraram falsas, organizações como a ASAE orgão português de segurança alimentar informam que não há maior risco em se consumir panga do que se consumir qualquer outro produto de aquacultura, também no Brasil alguns se preocupam em dismistificar o panga, Panorama da Aquicultura. Primeiro que o Rio Mekong, no Vietnã, não é o mais poluído do mundo, pode não ser o mais limpo, mas em termos de sujeira ficam muito, muito, muito atrás do Ganges, por exemplo, alias se o rio fosse tão poluído como dizem os acusadores o panga não sobreviveria lá. A acusação mais absurda é que ele seria transgênico, pois o Panga é cultivado a mais de mil anos no Vietnã, e a mil anos não havia transgênicos. A produção em cativeiro do panga, assim como de alguns tipos de bagre, evita os hábitos necrófagos do peixe alimentando-os com ração.
Quanto ao perigo para a produção nacional, a solução é simples, redução tributária, baixe os impostos para os produtores locais e eles serão competitivos.


A verdade é que é um ótimo peixe, muito bem cultivado, de sabor suave e que se presta a todo tipo de receita, em especial ensopados. Algumas pessoas com as quais conversei o fazem na brasa, aproveitando que é um peixe com bastante gordura, particularmente não sou exímio no preparo de peixes, mas prometo tentar dia desses.
Recomendo o panga, principalmente pois é um peixe barato, e o brasileiro precisa comer mais peixe. Apenas fiquem de olho nos fornecedores que não cortam corretamente, deixando o peixe com aquele gosto de barro, se acabarem por comprar desses evitem, há outros fornecedores.

Willyans V. escreveu, revisou mais ou menos e as vezes faz uma utilidade pública só para descontrair.. L.O.L.
E como peixe, peixe é proteína, proteína é bom para você!



16 comentários :

Fazendo Artes com Karen disse...

Olá Williams!
Que bom encontrar o seu Blog! Fiquei muito feliz e satisfeita em saber sobre o peixe Panga, pois existem muitas coisa sobre ele.
Moro em Itaipuaçu - Rio de Janeiro, e encontrei em um mercado, o peixe congelado, que é de uma colônia de pescadores, perto d"aqui. Nunca havia experimentado, e logo procurei saber sobre o peixe. Ele realmente é muito bom, e não estava com gosto de barro, eu não gosto de peixe que tem esse gosto, fiz empanado e ficou maravilhoso!
Logo irei postar sobre ele no meu blog, pois pelo o que percebi, muitas pessoas, até mesmo pescadores, não conhecem sobre o Panga!
Abçs

Willyans V. M. disse...

Que interessante Karen, não sabia que ele já estava a ser cultivado no ocidente. Obrigado pela informação.
Eu comprei algumas vezes depois de escrever este post, até do mesmo frigorifico, e não tive problemas. É raro acontecer do peixe ficar com esse gosto ruim, devido ao corte, ou algum problema no processamento, quem acaba pegando ele assim pode ser chamado de azarado. rs.
É verdade que poucas pessoas conhecem sobre este peixe, o que facilita os boatos. Eu acho estes boatos muito ruins, até para os produtores nacionais, pois a entrada de peixe estrangeiro com preços baixos acaba forçando a baixa dos preços nacionais e consequentemente maior concorrêcia. E concorrência, nós sabemos, é boa para todos, principalmente para nós consumidores. rs.

Não tenho hábito de fazer peixe empanado, mas todos que já ouvi falar do panga dizem que ele fica muito bom empanado, então, acho que vou tentar qualquer dia.
Obrigado.
Depois faço uma visita ao seu blog.

Abraço.

antonioperfil disse...

caramba! vc é inteligente mano! tenho uma sugestão , comente sobre o arqueopterix , smepre tive curiosidades sobre esse dinossauro, como por exemplo : ele voa ou plana?

Willyans V. M. disse...

Obrigado Antonio.
Pelo que sei o arqueopterix não era um dinossauro, mas uma ave primitiva. Embora alguns pesquisadores ainda sugiram que as aves se desenvolveram a partir de mutações em algumas espécies de dinossauros, que originalmente planavam, o arqueopterix já era uma ave, que voava, e compartilhou por um bom tempo o meio com os dinossauros.
Por vezes se confunde o arqueopterix litographica com o "arqueopterix vicensensis" (Anon. fide Lambrecht, 1933), que é um nomem nudum usado para descrever um pterossauro, este sim um dinossauro.
Nomen nudum são aqueles nomes usados para referir-se a uma espécie sem seguir as regras de taxonomia.

abs

Aninha*** disse...

Bem, agradeço aos comentários referente ao "panga". Minha dúvida seria referente ao sabor. Após provar em um restaurante ontem, resolvi pesquisar na internte e ainda não encontrei nada de concreto. Achei o gosto horrível e, uma vez que aprecio peixe, achei estranho, pois tinha gosto de "sabão??"...bem, de repente fui uma das azaradas a que se referia a mensagem anterior...

rosi disse...

Conheci o panga em casa de amiga,empanado,muito bom!comprei e já fiz empanado e ensopado.Achei o gosto bem parecido com um que comi em Brasília,o curimatã,e por causa disso hj resolvi saber um pouco sobre ele.Acredito que as críticas tenham sido pela concorrência,mas que logo passa,afinal,já o comprei a 10 reais o kg,e não achei tão barato assim não!É um peixe de rio,o sabor é típico,e não entendi pq aconteceu de ter sentido gosto de sabão.Talvez algum problema de contato na cozinha onde foi preparado.

rosi disse...

Conheci o panga em casa de amiga,empanado,muito bom!comprei e já fiz empanado e ensopado.Achei o gosto bem parecido com um que comi em Brasília,o curimatã,e por causa disso hj resolvi saber um pouco sobre ele.Acredito que as críticas tenham sido pela concorrência,mas que logo passa,afinal,já o comprei a 10 reais o kg,e não achei tão barato assim não!É um peixe de rio,o sabor é típico,e não entendi pq aconteceu de ter sentido gosto de sabão.Talvez algum problema de contato na cozinha onde foi preparado.

Willyans V. M. disse...

Concordo com a Rosi, gosto de sabão deve ser contato na cozinha.. Ou isso ou você levou azar, como eu na primeira vez que comi, de pegar um que foi mal cortado e por isso ficou com gosto estranho..

Apreciei bastante os comentários.. Obrigado. É bom saber que o post serviu para algo..

Mikhail Bakunin disse...

aqui eu comprei esse tal de panga, tinha um gosto de barro insuportavel, ninguem aqui em casa comeu, ja há os boatos sobre o peixe, ai vc vai comer e sente aquele gosto de barro, to fora!

UTFPR Gastronomia disse...

Oi! Eu comprei o Panga num mercado aqui do Paraná, achei maravilhoso, sabor semelhante ao da tilápia, sem espinhos, só bastante gorduroso, mas super barato! O que eu não entendo é as pessoas que dizem que ele tem gosto de barro de fundo de rio... quem é que come barro gente!!! Ainda mais do fundo do rio kkk

doidora disse...

Comprei o panga congelado em um supermercado do Rio de Janeiro. Fiz assado de forno e achei maravilhoso!
Obrigada pelo desmentido.
Dora

Willyans V. M. disse...

Obrigado a todos pelos comentários. E pelo feedback sobre o panga.
Depois desse post e de responder a alguns comentários ainda comi o panga várias vezes em um restaurante do Super Center Angeloni aqui em Curitiba, sempre muito bom.
Dentre os peixes de preço mais acessível este se tornou um dos meus favoritos.

Rosane disse...

Willyans, adorei os esclarecimentos...Gosto muito de peixes, só não os preparo em casa, pq qqer peixe,acaba deixando um odor característico e quem mora em aptos entende o que estou falando. Mas em restaurantes, sempre q possível, é minha carne preferida, em especial, pela questão da sáude (carne Branca)e por conter ômega 3. Conheci o panga em um restaurante muito bom da minha cidade (Santa Maria/RS) e fui me informar que peixe era devido ao seu sabor suave e, principalmente, por não ter espinhos. O mestre me informou que era Panga, um peixe do Vietnã. Depois comecei a encontrá-lo em outros restaurantes daqui, inclusive com preços bem mais acessíveis, pois eu almoçava naquele citado anteriormente, principalmente por ter esse peixe delicioso, além do salmão, tbm. Então, há alguns dias, ao falar sobre esse peixe a um amigo, ele me deixou bastante apreensiva falando que eu procurasse na internet, pois esse peixe era produzido em fossas sépticas na Ásia...como ele é patologista, fiquei apavorada. Mas achei o seu blog bastante esclarecedor. Vou procurar mais a respeito, mas tbm imagino q quem disseminou esse tipo de informação (lenda urbana) deve ter sido alguem q se sentiu lesado pela concorrência e boa aceitação por parte dos consumidores. Já comi várias vezes À milanesa, à parmegiana, e um feito na chapa, com o q me pareceu farinha de rosca (tipo milanesa, só q com uma farinha mais saborosa, talvez Yoki temperada. Fica a dica. Abço

Willyans Maciel disse...

Ótimas dicas, vou tentar aqui em casa. Realmente, as vezes é complicado cozinhar em apartamento, mas como gosto muito d e cozinhar acabo pagando o preço rsrs, até comprei um exaustor extra.
Acho que o problema é que o povo, ao invés de se adaptar à nova concorrência e crescer com isso acha que precisa destruir os concorrêntes. Isso somado ao resto do povo que adora uma polêmica, acaba gerando essas lendas urbanas malucas.
Apesar da visão ruim que muita gente tem dos vietnamitas e tailandeses, são um povo muito cuidadoso e limpo, e os países daquela região estão crescendo bastante comercialmente.
Obrigado pelo comentário, muito bom saber que meu post foi útil.

Luiz Rogério de Carvalho disse...

É óbvio que os importadores do Panga, peixe de um dos rios mais poluídos do mundo, estão fazendo grande campanha em defesa do bagre, pois eles, com certeza, comem linguado e côngrio, com o lucro obtido na venda do peixe gato, ou panga.
Tenho observado, que a maioria dos restaurantes que vendem o Panga, por ser barato e proporcionar maior lucro, quando perguntado pelo cliente sobre a qualidade do peixe, dizem tratar-se de linguado ou filé de merluza. É uma enganação que está sendo disseminada e, talvez, sob a orientação dos importadores.

Willyans Maciel disse...

Não posso falar de todos os restaurantes do mundo, mas pessoalmente nunca passei por isso Luiz Rogério. Sempre que pergunto, nos restaurantes que frequênto, me dizem a verdade.
E o panga vendido em vários países, alguns com controle de qualidade muito melhor que o brasileiro, não é produzido em nenhum rio poluído, isso é baseado em uma visão deturbada dos povos asiáticos, e no medo da concorrência.