Páginas

segunda-feira, 28 de junho de 2010

UFC tentou escravisar Fedor

Sambo BrasilMuita gente criticou Fedor Emilianenko por não assinar com o UFC em 2009. Nunca me preocupei com isto, um vez que o admiro principalmente como lutador de Sambo, mais do que em qualquer outro combate. Mas a alguns dias, totalmente por acaso, estava a olhar o blog Sambo Brasil e me deparei com a matéria Fedor critica o UFC.
Nunca imaginei que eles pudessem ter a audácia de propor um contrato tão abusivo. Ofereciam um valor, e caso depois do fim do contrato o lutador saisse invicto ele teria de renovar o contrato sem ganhar um centavo a mais. Ou seja, o cara não poderia sair invicto. Além disse ele não poderia participar de nenhum evento esportivo que não o UFC, ou seja, não poderia lutar Sambo que é seu esporte nacional, como ele mesmo disse ao site Sherdog.
Na imagem ao lado Presidente da CBAS (Confederação Brasileira Amadora de Sambo) Carlos Maia e Fedor Emelianenko.


"Basicamente eu não poderia sair invicto, não poderia dar entrevistas, aparecer em filmes ou comerciais, não poderia lutar sambô, que é o meu esporte nacional. Não poderia fazer nada sem o consentimento do UFC. Existia muitas cláusulas, era um contrato de 18 páginas em que eu não tinha direito nenhum e o UFC podia rasgar o contrato em qualquer momento. Meu advogado disse que era impossível assinar este documento"
Fedor ao Sherdog

É muita sacanagem para amarrar o lutador.
Segundo o Sambo Brasil Dana White(organizador do UFC) não chegou a enviar nova proposta, além de tentar difamar Fedor, alegando que ele não estaria nem entre o cinco melhores.
Bem, de minha parte, nem em meus melhores dias cheguei a sonhar com uma luta com Emilianenko sem que este me destruisse.

Recentemente li no Fórum Tatame:

“Ouvi rumores que estávamos negociando com o UFC. Quero dizer que não há conversa com o UFC. Nosso parceiro nos Estados Unidos é o Strikeforce, estamos felizes em trabalhar com o Strikeforce. Fedor e Mousasi lutam lá e estão muito felizes com as condições e como eles são tratados com respeito”
Vadim, empresário de Fedor.

Atualmente Fedor está no Strikeforce, no que se refere aos Estados Unidos, onde recentemente teve uma inesperavel derrota para o Sul-brasileiro Fabricio Werdum, que muito inteligentemente se aproveitou de uma falha do adversário após ser derrubado.

Willyans V.

Nenhum comentário :