segunda-feira, 10 de maio de 2010

"Alice" ou "The Alice" in Wonderland

 O mais recente filme de Tim Burton/Johnny Depp.. Alice in Wonderland.. Como era de se esperar, não é um filme para crianças..
Não que o filme contenha cenas impróprias, mas por que a temática, embora "fabulosa", não condiz com a cabeça de vento da maioria das crianças (e isto não digo em sentido pejorativo). Tentarei não me estender tanto quanto no post sobre o Iron Man 2, mas, infelizmente para alguns, haverá muitos Spoilers.
+Spoiler alert + Spoiler alert + Spoiler alert + Spoiler alert + Spoiler alert + Spoiler alert +
Bem, o filme não é uma reprodução dos livros, mas faz referencia aos mesmos, se passa treze anos depois da história original. Alice já não se recorda de suas aventuras no que ela chama de Wonderland. A pobre menina está envolta em convenções sociais que não a agradam, assim como seu pai (que aparece no começo do filme) ela é uma mulher de visão, muito, mas muito mesmo, à frente das submissas/socialmente aceitas de sua época. Nada de novo até ai, já vimos ao menos uma centena de filmes com essa temática, de mulher revolucionária, um exemplo clássico é Chanel.
Mas vocês esperavam algo novo em termos de enredo? A história escrita pelo professor de matemática inglês Charles Lutwidge Dodgson, sob o pseudônimo Lewis Carroll, foi publicada em 1865. É claro que não.
Mas algo na obra continua sempre atual, e isto se reflete muito bem no filme, o gênero literário. Não é para ser uma história com um enredo extremamente bem construído, é para ser uma história nonsense, ou surrealista se preferem. Tim Burton faz isso muito bem todos sabemos, quando está em companhia de Johnny Depp então, ninguém segura o homem. Se você foi ver o filme esperando encontrar uma fantasia muito louca, então certamente aproveitou. Se além disso você leu os livros, então aproveitou muito mais.
É difícil comentar um filme surrealista por descrição de seus personagens, então tentatarei me ater as referencias, dúvidas e tiradas.

É de conhecimento geral que as histórias de Carroll satirizavam tanto seus amigos quanto seus inimigos, o filme não poderia ser diferente. Creio que a primeira sátira que vemos, e também a mais clara, é a de Alice a ser importunada pelas gêmeas, antes mesmo de aparecerem os Tweedles sabemos que eles são uma sátira delas. É um caminho muito interessante para analisar o filme tentar verificar no circulo de pessoas envolvidas no quase-noivado de Alice as características de cada personagem, e principalmente, tentar encontrar quem são os dois banidos do subterraneo (Rainha vermelha e Valete)

Embora o filme seja uma sequência das aventuras primeiras de Alice, ela não se recorda de tais aventuras, de forma que sua entrada no subterrâneo se da exatamente como da primeira vez, cai na toca, aterra segura, ve a chave, encontra a portinha, bebe para encolher, esquece a chave sobre a mesa, come o bolo para crescer, ai a história fica um tanto diferente, ela não chora criando um lago para depois se abanar e encolher, mas bebe novamente da bebida sobre a mesa e encolhe até poder passar pela porta, é uma Alice já mais madura.
A idéia de que ela precisa se encontrar para tornar-se totalmente "A Alice" percorre o filme inteiro até próximo ao final, quando, segundo Absolutalem, a Lagarta que fuma, ela atinge esse, que em nenhum momento foi seu objetivo consciente........ I'm fine.... Do.
O filme, como os livros, fala de conquistas e vitórias, de atingir objetivos conscientes ou não. Fala de crescer, e de se manter jovem e das mudanças que a idade traz. Fala de lógica, e de sua ausência. Ao contrário do que ouvi algumas pessoas dizendo, o filme é sim uma mistura dos dois livros, algumas pessoas disseram que o filme não tinha nada a ver com os livros, ora, a personalidade das personagens é a mesma, acontece que às vezes é preciso juntar dois personagens (rainha vermelha e rainha de copas), mas isto é uma adaptação normal (como Wiplash e Crimson Dynamo em Iron Man 2).
Figurinos: Incríveis. Dificil separar qual foi o melhor, pois cada figurino executa um papel (e realmente faz isso). Mas gostei particularmente do vestido que Alice usa no catelo da Rainha Vermelha.

Nota: 9,5
Sinopse
Alice, agora aos 19 anos, está em uma festa da nobreza em Oxford, onde vive, até que descobre que está prestes a ser pedida em casamento. Desesperada, ela foge seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que ela visitou quando tinha seis anos mas não se lembrava mais.[6] Onde é saudada pelo Coelho Branco, o Ratão, o Dodô, Tweedledee e Tweedledum e várias flores falantes. Eles discutem sobre a sua identidade como "A verdadeira Alice", que matará o Jabberwocky e derrubará a Rainha Vermelha no "Dia Frabuloso”, devolvendo o poder á Rainha Branca.


Observação Especial ou O Spoiler que todos desejam:
"Why is a raven like a writing-desk?”
Sim, há uma resposta, embora o chapeleiro do filme não a conheça. 
Isto acontece por que a resposta não foi pensada de antemão, segundo o próprio autor no prefácio de uma das edições. Mas, visto que havia uma grande procura, ele resolveu dar uma resposta, ou melhor, exercer curiosidade sobre sua própria charada, como se ela ouvesse lhe sido proposta por outrem.
Me perdoem aqueles que não compreendem bem o inglês, mas a respostas só faz sentido no idioma original:
"Because it can produce a few notes, tho they are very flat; and it is nevar put with the wrong end in front!"  

Think about...


Willyans V. escreveu e, como de costume, não revisou. 

Nenhum comentário :