terça-feira, 10 de novembro de 2009

"Long Live Lakers" ou "da qualidade da notícia", uma análise completamente parcial



Willyans V.: Detesto fazer posts rápidos depois de ficar algum tempo sem postar, mas a notícia que li hoje pela manhã no estadão me assustou: "Kareem Abdul-Jabbar, lenda da NBA, revela ter leucemia".
Derrepente imaginei que os Lakers poderiam perder seu assistente técnico especial, e maior "cestinha" da NBA. A notícia continua assustando até o penúltimo parágrafo quando revelam que a doença está sobre controle e ele não precisou sequer mudar os hábitos alimentares.
Ufa, menos mal. O problema é que eu não leio notícias para me assustar, se o quisesse assistiria a um filme de terror. Que mania chata dos jornalistas de pensar que são romancistas, alias péssimos romancistas, pois os do estadão sequer sabem usar um corretor ortográfico naqueles textos sem pé nem cabeça. Talvez o que mais me assuste, para além das notícia romancitizadas (se é que posso usar tal palavra), seja a confusão dos textos, parágrafos repetidos, palavras grafadas de maneira errada e a ausência de concordância tanto verbal quanto numérica. Certo, talvez o texto sobre o Kareem Abdul-Jabbar não contenha tantos erros, e de fato não contém, mas ele é a exceção, não a regra. Gosto do Estadão, sempre acompanho as notícias por ele, pois vem como padrão do Firefox e é constantemente atualizado, e comparo com as notícias de outros jornais, mas o pessoal da revisão está realmente péssimo. O site brasileiro da franquia de basketball, por outro lado, traz informações muito mais precisas em um texto duas vezes menor, mas, voltando ao que interessa, é bom saber que o ex-pivô de 2,18m está bem, afinal o time necessita-o.
Apenas para constar, o Lakers está em segundo lugar com 6-1, apenas atrás do Suns, com 7-1(já tiveram um jogo a mais), lugar conquistado ao vencer o Hornets por 104 a 88 domingo passado, 8 de novembro de 2009, mesmo sem contar com os titulares Andrew Bynum e Pau Gasol.

Nenhum comentário :